EMBAIXADA DA REPÚBLICA DA ÁFRICA DO SUL
CONSULADO GERAL DA REPÚBLICA DA ÁFRICA DO SUL

Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Imagem Turismo
Foto Logotipo SA Foto Logotipo SA


ARTE & CULTURA


Indústria da Cultura
Arte e Cultura
Festival de Artes Nacionais
Música
Teatro
Dança
Artes Visuais
Literatura
Filmes
Arquitetura
Museus
Vilarejos Culturais
Receitas Sul-africanas
Vestimentas
Idiomas Sul-Africanos

As artes na África do Sul estão vivas e prosperando. Os primeiros artistas do país foram o povo San que decoravam suas cavernas com pinturas nas rochas e gravuras de animais.

Mais tarde, artistas como Pierneef e Thomas Baines adicionaram um toque europeu na arte da comunidade local, que resultou em uma
proposta de arte que é uma fusão de culturas e um produto mundial.

Pinturas nos vilarejos, esculturas, entalhes em madeira, cestarias, arte em miçangas e em arames e cerâmicas se tornaram populares no mundo todo.

Também, o cenário da música nacional está vivo e vibrante com sons distintos que abrangem desde o "Pennywhistle" e o "Kwaito" (Pop Africano) até o Soul, Jazz, Reggae e o Hip-hop.

No cenário dos palcos, a África do Sul teve o reconhecimento internacional resumido por grandes nomes como “Ipi Tombi”, “Umoja” e "African Footprint".

A indústria cinematográfica sul-africana está experimentando um crescimento e sucesso jamais vistos com filmes como “u-Carmen”, “eKhayelitsha”.

Retorna ao Início


A Estratégia de Crescimento da Indústria da Cultura

O Ministério de Arte e Cultura da África do Sul vem trabalhando por muitos anos com parcerias como o Ministério de Comércio e Indústria para desenvolver e implementar a estratégia de crescimento da indústria da cultura.

O Governo identificou a indústria da cultura como uma chave econômica para o crescimento das áreas. O objetivo dessa estratégia é o de aumentar o potencial da indústria cultural sul-africana para contribuir com a geração de mais empregos e riqueza.

O projeto começou com uma pesquisa e uma fase de estratégia de desenvolvimento na qual resultou em análises detalhadas de artesanato, filme e televisão, música e editoras.

Recomendações chaves relacionadas à educação e ao treinamento, aumento de demanda local e internacional por produtos culturais, gerando informações e levantando o profile da indústria cultural, etc... foram feitos, que resultaram em projetos sendo lançados em áreas de artesanatos, filmes, música, editoração, etc...

Retorna ao Início


Arte e Cultura

A natureza heterogênea da população da África do Sul explica o crescimento da mistura de culturas, aspecto naturalmente manifestado nas línguas, artes e religiões.

Em todo o mundo, a língua é reconhecida como um dos direitos básicos de um indivíduo. Para atender a este requisito fundamental, a Constituição de 1993 da África do Sul apresenta 11 línguas, agora oficiais em nível nacional. São elas: Afrikaans, Inglês, isiNdebele, Sesotho sa Leboa (Sotho do Norte), Sesotho (Sotho do Sul), siSwati, Xitsonga, Setswana, Tshivenda, isXhosa e isiZulu.

Em 1994, o ministro de Artes e Cultura criou o Departamento de Artes, Cultura, Ciência e Tecnologia, colocando em prática as funções — previamente determinadas pelo Departamento de Funções Nacionais — no que se refere à ciência e tecnologia.

Em agosto daquele mesmo ano, o ministro formou um Grupo de Trabalho de Artes e Cultura (ACTAG), com o objetivo principal de tornar as artes acessíveis para todos os sul-africanos.

Retorna ao Início


Festival de Artes Nacionais

Para os amantes da arte na África do Sul, o mês de julho tornou-se sinônimo de Festival de Artes Nacionais.

Anualmente, o festival é realizado durante alguns dias, no meio do inverno, em Grahamstown, no Eastern Cape. O evento cresceu através dos quadros político, social e cultural, tornando-se uma a importante influência de estilo nas artes e na cultura da África do Sul.

8 Klein Karoo Kunstefees
8 Festival Hermanus Whale
8 Festival de Artes Nacionais do Banco de Grahamstown
8 OppiKoppi

Retorna ao Início


Teatro

Existem duas tradições teatrais estabelecidas na África do Sul: a africana — desenvolvida com o passar dos séculos — e a européia, introduzida na cultura da África há dois séculos e meio. Recentemente, uma nova tradição híbrida desenvolveu elementos contidos nas duas antigas.

O desenvolvimento das tradições contemporâneas tem sido influenciado pelas raízes européias. A nova tradição, no entanto, é ancorada na forma de desempenho da tradição africana, apresentando características com interessantes variações urbanas populares.

8 Artscape
8 The South African State Theatre
8 Theatre on the Bay
8 Teatro Baxter de Cape Town
8 African Bank Market Theatre
8 Civic Theatre
8 The Sound Stage

Retorna ao Início


Música

Os últimos anos têm sido palco de transformações de grande projeção no mundo da música sul-africana.

Embora ainda exista uma clara polarização entre a música européia, de um lado, e a música étnica sul-africana, do outro lado, há sinais de que se inicia um processo mútuo de compreensão e aceitação.

A música que possui uma fusão dos dois estilos também ganhou popularidade. Esta nova e vibrante música é interpretada por grupos, tais como Soweto String Quartet, Ladysmith Black Mambazo, Mango Groove, Mandoza, Hugh Masekela e Mahotella Queens.

 

 

Retorna ao Início


Dança

A dança sempre integrou o estilo de vida africano. Marca presença na caça, guerras, galanteios, casamentos, iniciação e trabalho.

As tradições estrangeiras também têm contribuído.

Durante as duas últimas décadas, o desenvolvimento da tradição de danças na África do Sul não pode ser separado da tradição de desempenho do teatro, com a mistura de melodias, movimentos e dança.

O protesto musical estabeleceu certos estilos de dança e técnicas de palco, chamados toyi-toyi (dança de luta pessoal), mapantsula (município de Jive), isicatamiya (uma tradição dos mineradores e dos homens de hotéis) e Zulu.

8 Ballet da Cidade do Cabo apresenta fotos e perfis dos dançarinos e novidades sobre a temporada atual.
8 Dance Academy of South Africa
8 Moving into Dance Mophatong
8 Jazzart Dance Theatre
8 Ballet Theatre Afrikan
8 Dança & Ballet na África do Sul

Retorna ao Início


Artes Visuais

A história das belas-artes sul-africanas teve início na Idade da Pedra, quando os artistas decoravam as paredes de suas moradias com murais, pintando os temas do ambiente. Mais de três mil locais, contendo arte em pedra, foram descobertos na África do Sul.

Além dos artistas nativos, há os que utilizam estilos estrangeiros e contemporâneos de arte. As paisagens ainda são um tema importante para os artistas sul-africanos, mas a degradação ecológica do planeta tem feito com que alguns deles se concentrem, num primeiro momento, em certas questões ambientais.

Retorna ao Início


Literatura

O amplo espectro lingüístico é uma das razões de ainda não ter sido escrita nenhuma história abrangente da África do Sul, traçando o desenvolvimento das diversas formas de literatura e interação.

No entanto, a variedade de trabalhos — que constitui toda a literatura dos últimos 300 anos — dificilmente pode ser ignorada, pois reflete a experiência da África do Sul como um todo.

As últimas três décadas têm visto um aumento no número das publicações sul-africanas, mas a herença oral continua influenciando a literatura escrita com sua visão de mundo. Escolha do assunto, temas, estrutura, estilo e dispositivos de caráter.

Retorna ao Início


Filmes

Dois fatores atrapalharam o desenvolvimento da cultura cinematográfica na África do Sul.

O primeiro deles está ligado ao fato de a indústria cinematográfica sul-africana ter sido, por muito tempo, dependente dos produtos europeus e americanos. O segundo aspecto limitante é que — desde o início de um esquema subsidiário nos anos cinqüenta — os setores governamentais e de negócios manipularam a indústria de filmes na África do Sul.

No entanto, em 1994 foram estabelecidas uma Fundação de Televisão da África do Sul e uma Empresa de Filmes e Televisão, com o objetivo de ajudar os produtores de filme e televisão. A empresa é sustentada pelo governo e por companhias privadas e tem como meta ajudar a financiar a indústria e o desenvolvimento neste amplo contexto.

Retorna ao Início


Arquitetura

A África do Sul possui uma variada herança arquitetônica, para a qual contribuíram todos os grupos culturais da história do país: abrigos simples e grama utilizados pelo Khoisan; os diferentes tipos de barro e cabanas de grama das pessoas rurais; as habitações planas dos antigos criadores de gado; casas com telhado, cabanas de taipas, substituídas, posteriormente, por tetos com estrutura de sapê com paredes brancas e colunas; a formidável arquitetura das cidades rurais; os estilos atrativos e funcionais de Malay Quarter na Cidade do Cabo; as casas de Cape Dutch e os altos edifícios construídos antes da Segunda Guerra Mundial.

Retorna ao Início


Museus

A África do Sul está bem dotada com uma variedade de museus. Incluem-se nessa ampla lista a Galeria de Arte da África do Sul na Cidade do Cabo, o Museu do Apartheid em Johannesburg, o Museu Nacional de Literatura Inglesa em Grahamstown, o Monumento Afrikaanse Taal (museu de línguas) em Paarl e o Robben Island, onde o ex-presidente Nelson Mandela foi aprisionado por 27 anos. Como resultado da pesquisa histórica e exibições, os museus são a principal fonte de evidência material da história, cultura e herança da nação.

Retorna ao Início


Vilarejos Culturais

Muitos turistas, quando visitam a África do Sul, estão ansiosos para explorar a diversidade cultural do país. Vários projetos no país todo oferecem um "insight" dentro da riqueza cultural sulafricana, que vai desde danças tradicionais e rituais nas áreas rurais, até excursões nas cidades e vilarejos culturais que deram à África do Sul sua característica especial.

 

 

Retorna ao Início

Última atualização dessa página: 27/07/2016.


Copyright 2016 África do Sul